(Os melhores) Vídeos da Semana – a partir de 19/08/2013

kurt heart shaped

Clipes perderam a importância que tinham antigamente? Tocar na TV ainda atrai novos públicos? São perguntas difíceis de responder. Mas ainda é produzida muita coisa interessante e que vale a pena. Se você não conhece algo, é a oportunidade. Então saca os (melhores) vídeos dessa semana:

Todo mundo sabe que eu gosto demais de The National. Se você não sabe porque, o vídeo abaixo é uma boa resposta.

Festival Planeta Terra 2013 – o que esperar?

planetaterra2013

Eu nunca escondi de ninguém que o Planeta Terra é pessoalmente meu festival preferido no país. Talvez por ter sido o primeiro evento do tipo que eu tenha ido ou por sempre ter bandas que batem com meus gostos, é fato que a ligação emocional é grande. Por isso foi bastante triste quando circularam, no começo do ano, boatos de que a edição de 2013 não aconteceria.

Felizmente isso não se confirmou e em meio a muitas especulações foi anunciada a parceria com a Time For Fun, gigante do ramo do entretenimento na América Latina. O contrato vai, pelo menos, até 2016 e a realização do festival está garantida nesses anos. Inclusive as negociações para a edição de 2014 já começaram, segundo a produtora.

Para a esse ano tive o prazer de ser convidado para o posto de Embaixador Oficial, assim como aconteceu em 2012. À parte o nome pomposo, estarei próximo à organização e tentarei ajudar com eventuais dúvidas e sugestões como público e fã de música e, portanto, se quiserem perguntar ou sugerir algo, sintam-se a vontade para me passar por meio das redes sociais que eu tentarei levar até eles.

São 30 mil ingressos à venda e o número de vendidos esse ano já supera o número total da última edição. O 2º lote de ingressos deverá terminar essa semana ou semana que vem, dando início às vendas da 3ª e última carga.

Quem pôde conferir alguma edição no Playcenter sabe que o local fazia a diferença e tinha a cara do Terra. Com o fechamento e a ida às pressas para o Jockey, muito da essência foi perdida e a própria organização não esconde não ter ficado absolutamente satisfeita com os resultados. Eles prometem, então, que o Campo de Marte tentará recapturar a atmosfera característica do evento, que terá os dois tradicionais palcos e também brinquedos disponíveis para serem usados durante a realização. O evento terminará a tempo do transporte público ser utilizado na volta – existem duas estações de metrô próximas.

Pelo prazo apertado para negociar e contratar as bandas (a parceria com a T4F foi fechada no final de maio e eles já estavam bastante adiantados com o Blur), o número de atrações será menor: 13 no total, incluindo os coletivos de DJ’s Dirty Kidz Gang e Gop Tun, que ficarão responsáveis pelo som nos intervalos. Haverá ainda um concurso para escolher uma banda nacional que fechará o line-up. Espero que em 2014 o usual número de 15 atrações (10 internacionais e 5 nacionais) volte a ser a regra, mas repito que foi uma vitória o festival ter acontecido esse ano e isso não deve ser de maneira nenhuma lamentado, mesmo que as atrações não sejam as melhores para você.

Em resumo é isso e de acordo com que as informações forem surgindo, irei repassando por aqui e nas redes sociais. No geral, o Planeta Terra 2013 parece bastante promissor e uma boa pedida pra quem adora aquele clima de festival, misturado com boa música. Com certeza estaremos lá.

Atrações:

– Blur;

– Beck;

– Lana Del Rey;

– The Roots;

– Travis;

– Palma Violets;

– BNegão e Seletores de Frequência;

– O Terno;

– Hatchets;

– Clarice Falcão;

– Dirty Kidz Gang;

– Gop Tun.

P.S.: Confirmando informação adiantada pelo jornalista José Norberto Flesch, a edição 2014 do Lollapalooza, também comandado agora pela T4F, deve mesmo rolar no autódromo de Interlagos. O motivo seria evitar coisas desagradáveis que aconteciam nas últimas edições no Jockey, como o vazamento de som entre palcos e tendas por conta da limitação de espaço. No Campo de Marte também não seria possível evitar isso com eficiência e por esse motivo a escolha de Interlagos. Ainda não há 100% de certeza, mas caminha pra isso.

MIXTAPE DEPREDANDO #11: ANDRÉ ZP

depredando 11

Antes tarde do que nunca! E a mixtape da semana, excepcionalmente na segunda-feira, traz mais uma vez um convidado especialíssimo. Já falei aqui no blog sobre o que creio ter sido a minha melhor descoberta musical nesse ano: o Palace Hotel. E o projeto é obra de André ZP, que ainda é responsável pelo eletrônico Pulselooper, música feita com Game Boys, com o qual já tocou em praças como Nova York e Berlim. A seleção do cara é praticamente toda feita em volta de uma pessoa: Brian Eno, com faixas compostas ou produzidas por ele. Sensacional.

(Os melhores) Vídeos da Semana – a partir de 12/08/2013

alex band guy

Clipes perderam a importância que tinham antigamente? Tocar na TV ainda atrai novos públicos? São perguntas difíceis de responder. Mas ainda é produzida muita coisa interessante e que vale a pena. Se você não conhece algo, é a oportunidade. Então saca os (melhores) vídeos dessa semana:

O The National rodou a TV americana nessa semana pra divulgar ainda mais o bom novo disco da banda, Trouble Will Find Me. Veja a performance pra This Is The Last Time no Conan e Graceless no Jimmy Kimmel.

MIXTAPE DEPREDANDO #10: SOUND & VISION

depredando10

Hoje é muito comum ver circulando por aí roupas de bandas, livros, séries e coisas ligadas à cultura alternativa. Diria que ser alternativo hoje em dia não é mais tão alternativo assim. Algo que antigamente servia como resistência à caretice geral da sociedade e funcionava como força motriz e embrião de evolução do pensamento, hoje é vestido e utilizado por quem só quer ostentar (indie ostentação?) um status e nada mais. Basta ver o tanto de marcas ditas alternativas com desenhos bregas e pensamento do século 19 por aí. A própria música anda chata, politicamente correta com seus violãozinhos, palminhas e ukuleles que pregam um sentimentalismo sem conteúdo. Mas vem do sul do país, mais especificamente de Porto Alegre, uma marca que continua, por opção, preferindo ficar à margem de tudo isso. A Sound & Vision tem um site propositalmente tosco, um tom cínico e pessoal em suas postagens no Facebook e Twitter e um mascote (Batiminha, o super-gato real) que é quase tão famoso quanto a própria marca. Tudo isso é construído há mais de 10 anos por Patrick Magalhães, faz-tudo por trás da pequena empresa e quem fez a seleção porrada dessa semana. Demorou, mas taí. Morte ao indie fofinho.

Suposto line-up do Lollapalooza Brasil e Chile 2014 vaza na internet e é muito forte

lOLLA-14
Apareceu nessa tarde na internet o suposto line-up do Lollapalooza Brasil e Chile 2014. Não é possível saber a veracidade do mesmo, mas alguns fatos apontam pra que a história tenha um fundo de realidade:

1) Algumas bandas as quais sabemos que irão tocar no festival como Nine Inch Nails, Depeche Mode e The National estão entre as citadas.

2) No título “F. Altério’s meeting” e a data de ontem. F. Altério provavelmente se refere a Fernando Altério da Time For Fun, empresa agora responsável pela realização do Lolla no Brasil.

No rodapé do documento as bandas estão separadas em categorias, sem ficar claro o porquê. A transcrição do rodapé abaixo:

1) (em vermelho): Johnny Marr, Bjork, Vampire Weekend, Sigur Rós, Alt-j, Calvin Harris, Daughter, Editors, Dizzee Rascal, Icona Pop, SBTRKT, Disclosure, Slim Chance, Hurts

2) Depeche Mode, Phoenix, Mumford and Sons, Portishead, The National, Elie Goulding, Primal Scream, Grimes, James Blake, Jake Bugg, Django Django, Skream, Jessie Ware, Beach House

3) Nine Inch Nails, New Order, MBV (CORTADO), The Knife, NMH, Savages, Tegan and Sara, Frank Ocean, Tame Impala, Cat Power, Cut Copy, Devendra Banhart, Wavves, Alex Clare

A conclusão é de que parece apenas uma lista de possíveis negociações, algumas já fechadas e outras não. De qualquer forma, mesmo sendo uma lista inicial, o festival parte de um lugar muito bom. Vamos aguardar para saber até onde é verdade.

(Os melhores) Vídeos da Semana – a partir de 05/08/2013

MGMT-YOUR-LIFE-IS-A-LIE
Clipes perderam a importância que tinham antigamente? Tocar na TV ainda atrai novos públicos? São perguntas difíceis de responder. Mas ainda é produzida muita coisa interessante e que vale a pena. Se você não conhece algo, é a oportunidade. Então saca os (melhores) vídeos dessa semana:

Andrew Bird apresentou música nova, veja aí performance ao vivo de Begging Questions:

Kings of Leon tem disco prontinho pra sair e o primeiro single, Supersoaker, ganhou clipe:

Yo La Tengo, banda que lançou um dos melhores discos desse ano, lançou mais um clipe, dessa vez pra Is That Enough. Veja.

Dois anos depois do lançamento de Hurry Up, We’re Dreaming, último disco do M83, ainda há espaço pra clipes extraídos do álbum. Veja Claudia Lewis:

O agora mega Mumford and Sons liberou mais um clipe do último disco, Babel, esse cheio de estrelas da comédia americana. Aí:

O MGMT tá com disco prontinho pra sair do forno e avisa: sua vida é uma mentira.

Animal Collective também tem clipe novo pra Monkey Riches. Ó:

LANÇAMENTO: Palace Hotel e a primeira música em seis anos

morningrust

Semana passada apresentei aqui o Palace Hotel, projeto de André ZP, que logo me fisgou com sua melancolia doce. Tendo lançado Carnival Nights, primeiro e único disco, no já longínquo ano de 2007 e estando perdido, como tantos outros, em meio às toneladas de informações com que a internet nos bombardeia diariamente, acabou sendo uma das grandes descobertas do ano pra mim.

Entrei então em contato com André e ele me revelou que já havia  planos de voltar à ativa com o projeto, um dos muitos do músico, mesmo que em ritmo lento. Um EP ou até mesmo um álbum completo pode ser trabalhado e lançado nos próximos meses. O fato é que, de forma exclusiva, ele liberou para o blog uma música que deve entrar no lançamento, a primeira do Palace Hotel em seis anos.

Gravada sob ruídos e microfonias de cinco camadas de guitarra, ela destoa um pouco do clima de Carnival Nights, sem contudo perder o ar melancólico. A atmosfera é construída cuidadosamente e vai crescendo de forma gradual, como se cada nova nota ou acorde representasse um tijolo essencial à estrutura da construção final. Os vocais soterrados e o violão que bravamente tenta se sobrepor à distorção que vai tomando conta da música completam o resultado.

Ouça, de preferência com fones: