BEGIN TYPING YOUR SEARCH ABOVE AND PRESS RETURN TO SEARCH. PRESS ESC TO CANCEL

The National em Milão: a emoção que só sua banda preferida consegue causar.

national milao 3

Não é preciso falar as oportunidades que a Europa te oferece. Uma delas é a grande oferta de shows e festivais de qualidade. Mariana Di Pilla, amiga pessoal e do blog, jornalista meio italiana-meio brasileira passa temporada na Itália e aceitou o convite de escrever sobre os shows que ia acompanhar por lá. E essa mini-turnê começou muito bem com o show do The National em Milão no dia 1º de julho. Confira o relato abaixo e aguarde ansiosamente a passagem da banda por aqui no primeiro semestre de 2013.

The National em Milão por Mariana Di Pilla

O cenário não poderia ser mais incrível: Milão, a cidade onde vivi e que tanto amo. Um dia de verão, três antes do meu aniversário e a companhia do meu namorado, que tem The National como uma de suas bandas prediletas. Como uma boa e grande fã antes de um show, eu já não só tinha pesquisado o setlist possível que seria cantado, como feito um playlist no meu iTunes e ouvido inúmeras vezes para preparar o coração. A apresentação da banda não só atendeu, como superou as minhas expectativas.

National Milão 2 (2)
Foto por Mariana di Pilla

Fato é: para minha vida nada estará acima das letras sofridas de High Violet, mas a ansiedade para ver ao vivo as músicas de Trouble Will Find Me, o último lançamento deles, já era suficiente para me deixar empolgada.

O nervoso de Matt era visível da terceira fileira de pessoas, onde estávamos assistindo ao show. Que iniciou, digamos, um pouco duro, sem tanta emoção – foi assim que eles cantaram as primeiras músicas, I Should Live In Salt e Don’t Swallow The Cap. A banda começou a se soltar na terceira, Bloodbuzz Ohio. Foi neste momento que os italianos, geralmente tímidos e contidos em shows (morei aqui e fui a muitos), começaram a cantar com eles. Nós também.

National Milão 1
Foto por Mariana di Pilla

Daí pra frente, a apresentação começou a ficar mais forte no sentido emocional. The National tocou empolgado ao ver a passagem do dia para a noite – o show começou pontualmente às 21h30, quando o sol ainda dava as caras na cidade. O highlight antes do encore ficou por conta de Conversation 16, I Need My Girl, England e Graceless, músicas que pelo visto eles amam tocar, posto que era visível a empolgação do grupo.

Após 19 canções, a banda sai para depois voltar para o bis, que geralmente tem mais quatro doses de emoções. Eles retornam ao palco e eis que Aaron, meu favorito, anuncia Runaway. Segundo meu perfil na Last.fm, ela foi ouvida 225 vezes, número representativo e, sem dúvida, a letra mais emocionante, na minha opinião. Chorei como criança a cada estrofe pelas palavras e pelo fato de que eles não a haviam praticamente tocado em nenhuma das apresentações desta turnê. Me senti especial e satisfeita, sem saber que mais “coração na boca” ainda estava por vir.

the national milao 4

Fãs de The National sabem bem que quando Matt canta Mr. November ele pula no palco. Estávamos do lado direito e deixamos a cargo da sorte ter a companhia dele ou não. Berninger pulou longe, andou por fora da plateia. E voltou. Voltou para o nosso lado, subiu na grade e se jogou na galera. Seu corpo passou pelas minhas mãos. Eu não acreditava no que estava vendo e sentindo, mas era tudo verdade ali, em cima de nós.

Esta é a terceira apresentação que vejo do National. Na primeira, em Milão no ano de 2010, durante a turnê de High Violet, senti um aperto forte por estar sozinha no local, sentindo na minha vida praticamente tudo o que estava sendo cantado no momento. Na segunda, em 2011 durante a turnê por São Paulo, conheci toda a banda com exceção de Matt, que tinha voltado pro hotel. Esta, a terceira, foi sem dúvida a mais f**** de todas. Pegar Matt no colo, ouvir Runaway inesperadamente e ter ao lado a companhia mais incrível possível para aquele momento deixa qualquer outro sentimento no chinelo.

Faltou só cantar Mistaken For Strangers, música cuja letra está tatuada na minha pele, mas outras apresentacões virão, e com certeza reservarão surpresas inesquecíveis.

the national milao 5

Setlist (via setlist.fm)

I Should Live In Salt
Don’t Swallow the Cap
Bloodbuzz Ohio
Secret Meeting
Sea of Love
Demons
Afraid of Everyone
Conversation 16
Squalor Victoria
I Need My Girl
This is the Last Time
All the Wine
Abel
Apartment Story
Pink Rabbits
England
Graceless
About Today
Fake Empire

Encore:
Runaway
Humiliation
Mr. November
Terrible Love
Vanderlyle Crybaby Geeks
(acoustic)

 

Mariana Di Pilla é jornalista e blogueira da Marie Claire, inventa e escreve sobre moda e ainda prometeu falar sobre o show do Atoms for Peace que vai acompanhar na Europa.

0 Comments

Leave a comment