Spoon no Beco 203

Na noite anterior, Britt Daniel e sua turma haviam feito um show agradável porém com diversas falhas técnicas, ainda assim o setlist cheio de hits agradou a maioria, era de se esperar que no Beco o que já foi bom seria ainda melhor, afinal um show do Spoon num lugar pequeno, intimista e cheio de fãs da banda. Era hora de experimental com set ist e agradar aqueles que amam músicas menos conhecidas das banda.

Sorvete, Indie Tiozão, Indie Fofinho e Iggy Pop no Popload Festival

Todo Popload Festival é a mesma coisa, alguém fala de possíveis nomes para o festival, todo mundo fica animado, anunciam os preços, depois anunciam as bandas, todo mundo reclama, mas no fundo todo mundo vai. Motivo para isso: Apesar do preço ser meio salgado ninguém quer perder as bandas. Esse ano o festival contou com o lendário Iggy Pop, o Fofindie do Belle And Sebastian, o indie para tiozão do Spoon, o MPB internacional da Natalie Prass, o sorridente e encantador de mulheres Sondre Lerche, além das atrações nacionais como Emicida, Cidadão Instigado, Barbara Ohana e DJ’s sets de Holy Ghost, Todd Terje e muito mais. Se for parar para pensar poderiam ter mais artistas (tanto nacionais como internacionais) porém pro tamanho do festival foi quase perfeito e uma salva de palmas para a organização.

Clap Your Hands Say Yeah no Cine Joia

Em 2005 as bandas indies que mudariam o mundo estavam começando a aparecer nas rádios, The Strokes lançava “Juicebox” como single, Bloc Party estreava com “Silent Alarm”, também conhecido como melhor disco da década [Fonte: Eu], The New Pornographers lançava “Twin Cinema”, Spoon com “Gimme Fiction”, Franz Ferdinand cheio de hits com “You Could Have It So Much Better”, Maxïmo Park com “A Certain Trigger”, “Fuck Forever” do Babyshambles era o single supremo da banda, Daft Punk tocava na casa do LCD Soundsystem, Sufjan Stevens lançava “Illinois”, The National – “Alligator”, isso sem contar o pop punk que era o que dominava a MTV entre outros pontos altos como Sigur Rós, Kraftwerk, Okkervil River, Gorillaz e Bright Eyes.

IMG_9332

Calor, barulho e Crocodiles em São Paulo

Terça-Feira não é dia de show, independente da banda, preço e local tudo que você quer em uma Terça-Feira é descansar, mas assim como outros shows pela Balaclava o preço e o artista falavam mais alto e valia um esforço para sair de casa e curtir uma terça com muitos efeitos de pedal. Depois de Mac DeMarco, Real Estate e Sebadoh, chegou a vez do duo de noise/psychedelic pop Crocodiles tocar no Brasil. O show ocorreu na Serralheria e contou com a abertura do The Soundscapes.