Explosions in The Sky faz show emocionante e prova que o tempo é o melhor remédio

Explosions In The Sky é sempre uma banda que gera expectativa e é forte candidata a show do ano em qualquer ocasião. Quarta-feira definitivamente não é o melhor dia para sair de casa e voltar tarde, mas depois da excelente apresentação que os texanos fizeram no Sesc Belenzinho em 2013, a expectativa para esse retorno foi enorme, tanto que o Cine Joia estava lotado nesse 18 de novembro.

 

Rhye em São Paulo

Conhecido como uma das surpresas do R&B alternativo com uma pegada de Dream Pop e Downtempo, a dupla-que-não-é-uma-dupla apareceu na mídia em 2013 depois do lançamento do seu álbum de estreia, Woman num ambiente onde How To Dress Well e Blood Orange já tinham preparado o terreno e dominado as resenhas dos sites alternativos, mas mesmo nesse ambiente já meio que saturado pós-The XX, Rhye se destacou pelo seu intimismo e principalmente pela voz andrógina Mike Milosh. Enquanto Mike é uma metade do Rhye, a outra metade é composta por Robin Hannibal que não participa das apresentações ao vivo, participando mais da produção dos shows e dos álbuns. Se Hannibal participa em álbum, ao vivo Mike conta com cinco ótimos instrumentistas.

Spoon no Beco 203

Na noite anterior, Britt Daniel e sua turma haviam feito um show agradável porém com diversas falhas técnicas, ainda assim o setlist cheio de hits agradou a maioria, era de se esperar que no Beco o que já foi bom seria ainda melhor, afinal um show do Spoon num lugar pequeno, intimista e cheio de fãs da banda. Era hora de experimental com set ist e agradar aqueles que amam músicas menos conhecidas das banda.

Sorvete, Indie Tiozão, Indie Fofinho e Iggy Pop no Popload Festival

Todo Popload Festival é a mesma coisa, alguém fala de possíveis nomes para o festival, todo mundo fica animado, anunciam os preços, depois anunciam as bandas, todo mundo reclama, mas no fundo todo mundo vai. Motivo para isso: Apesar do preço ser meio salgado ninguém quer perder as bandas. Esse ano o festival contou com o lendário Iggy Pop, o Fofindie do Belle And Sebastian, o indie para tiozão do Spoon, o MPB internacional da Natalie Prass, o sorridente e encantador de mulheres Sondre Lerche, além das atrações nacionais como Emicida, Cidadão Instigado, Barbara Ohana e DJ’s sets de Holy Ghost, Todd Terje e muito mais. Se for parar para pensar poderiam ter mais artistas (tanto nacionais como internacionais) porém pro tamanho do festival foi quase perfeito e uma salva de palmas para a organização.