Lollapalooza 2016: O Festival Brasileiro Definitivo

O Lollapalooza Brasil 2016 conseguiu. Finalmente temos um festival que tecnicamente foi quase perfeito para os padrões brasileiros, unindo o festival de música com o passeio no parque e agradar a quase todos os lados do quadrado. Se o lineup as coisas estavam ~tecnicamente~ piores, por outro lado a experiencia de festival melhorou e muito.

Em sua estrutura o Lollapalooza está melhor do que nunca: palcos bem distribuídos, qualidade de som bem melhor, banheiros, vendedores, opções de descanso, atendimento e segurança que se você olhar para o primeiro festival da de dez a zero. Isso, é claro, na minha experiência, não tive nenhum problema quanto a nenhum desses quesitos, somente o preço do ingresso e dos alimentos dentro do festival, mas fazer o que, não da para vencer todas. Para melhorar, só se for buscar novos horizontes e novas montanhas para escalar, no caso começar a bater de frente com festivais gringos.

Mas vamos falar de música! Nossos dois colaboradores, Rafael Andres e Rodolfo Yuzo, foram cobrir o festival e deixam suas impressões

O outro lado do Lollapalooza Brasil 2016

Como já é de costume o Lollapalooza sempre trás nomes chamativos para conseguir lotar o festival, isso não é errado, nem um pouco errado, porém diferente da maioria dos festivais internacionais o Lollapalooza nunca foi conhecido por ter alegorias pequenas que agregam valor ao festival. Sabe aquelas bandas que nos festivais internacionais (como o próprio Lollapalooza Chicago) aparecem numa fonte pequena e quase ninguém dá atenção? Então, essas bandas aqui acabam sendo deixadas de fora e quando tem, pouca gente faz questão de ir conhecer.