Danilo Oliveira e as músicas do fim do mundo

Chegou a hora de revermos tudo aquilo que 2012 nos trouxe (e até umas pitadas de 2011). Foi um ano bastante movimentado na música mundial, no circuito de shows no Brasil e, principalmente, aqui no Discophenia. Essa “retrospectiva” é parcial, portanto só valem as dicas, não valem as opiniões e alguns podem datar de 2011, mas fizeram parte totalmente no decorrer de meu 2012. Como não fui em praticamente nenhum show esse ano por causa do ~temido~ TCC, vou ficar só nas músicas e nos álbuns.

 

Noel Gallagher no Brasil

Como todos já devem saber, em maio Deus Noel Gallagher dá uma passada no Brasil para dois shows, um em São Paulo e um no Rio de Janeiro.

Noel vem ao Brasil com a turnê de seu primeiro álbum solo, Noel Gallagher’s High Flying Birds

Em 28 de agosto de 2009, Noel anunciou para o mundo o final definitivo de sua banda Oasis. Nesse dia, milhares de fãs se sentiram órfãos – e outros milhares já começaram a especular o que seria das carreiras de Noel e Liam. Noel logo anunciou que seguiria carreira solo, e seu álbum Noel Gallagher’s High Flying Birds foi um dos mais esperados (e também um dos mais vendidos) de 2011.

Com composições geniais, Noel optou por experimentar nesse seu primeiro trabalho solo: abusou de instrumentos exóticos e corais. E ao vivo o resultado é ainda melhor – além das novas canções, que já se tornaram sucessos entre os fãs, Noel ainda toca clássicos como Supersonic, Whatever e Don’t Look Back in Anger, todos em versões um pouco diferentes das originais.

Ah, e sabe aquela imagem que ambos os Gallagher carregavam de inglêses mal educados e mal humorados? Pode esquecer. Em sua turnê solo, Noel tem se mostrado incrivelmente simpático. Em todos os shows interage com a platéia, dá risada, conversa e, como de praxe, faz seus comentários sarcásticos.

Segue o provável setlist dos shows de Noel no Brasil:

  1. (It’s Good) To Be Free (Oasis)
  2. Mucky Fingers (Oasis)
  3. Everybody’s on the Run
  4. Dream On
  5. If I Had a Gun… 
  6. The Good Rebel
  7. The Death of You and Me
  8. Freaky Teeth
  9. Supersonic (Oasis)
  10. (I Wanna Live in a Dream in My) Record Machine
  11. AKA… What a Life!
  12. Talk Tonight (Oasis)
  13. Soldier Boys and Jesus Freaks
  14. AKA… Broken Arrow
  15. Half The World Away (Oasis)
  16. (Stranded On) The Wrong Beach
  17. Whatever (Oasis)
  18. Little By Little (Oasis)
  19. The Importance of Being Idle (Oasis)
  20. Don’t Look Back In Anger (Oasis)

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=D96LldDrwro]

Mais informações sobre os shows aqui.

Site OficialFacebookLast.Fm

O lado Noel Gallagher da força

Já sabia faz tempo do lançamento do primeiro álbum solo do Noel Gallagher. Como sou fã de Oasis, obviamente, não gostei da separação da banda. Fiquei com receio de ouvir a primeiro momento (mesma coisa com o Beady Eye), mas resolvi dar uma chance pro Titio Noel.

Venha para o lado Noel da força!

Noel Gallagher’s High Flying BirdsNoel Gallagher's High Flying Birds

O álbum saiu ano passado (2011) com uma grande expectativa de todos (menos do Liam, talvez?). Vou começar falando da outra parte do Oasis. Logo após o anúncio do hiatus da banda, o Beady Eye, banda liderada por Liam Gallagher, lançou o álbum Different Gear, Still Speeding . Na primeira vez que eu ouvi, e nas seguidas vezes que a sucederam, o álbum não me deixou nem um pouco empolgado, o Beady Eye se mostrou uma banda mediana. Me deixando meio decepcionado.

Mas faltava o titio Noel lançar as suas músicas, e demorou para isso. Aos poucos ele foi liberando as primeiras faixas de seu álbum novo na web e vi muitos comentários positivos. Confesso que não queria nem saber e só fui de fato escutar as músicas só bem depois que saiu o High Flying Birds completo.

Depois de ouvir o álbum inteiro, cheguei a seguinte conclusão: Noel Gallagher era, no mínimo, uns 80% do Oasis. High Flying Birds soa como uma continuação, não é uma mudança drástica no estilo das composições que ele já fazia em sua antiga banda. Eu gostei demais e não consigo parar de ouvir. Isso é o ponto forte e fraco das músicas dele, pois muitos podem taxar a carreira solo de Noel como só um Oasis 2: O Retorno.

Para as viúvas do Oasis (me incluo), para pessoas que gostem minimamente de Oasis (nem que só goste de Wonderwall), ou para quem esteja sem fazer nada da vida, vale a pena dar uma chance pro titio Noel. Agora posso dizer que ele, depois de lançar esse álbum excepcional, fez eu sentir vontade de socar o Liam por não ter lançado algo melhor.

Tracklist

1. Everybody’s On The Run
2. Dream On
3. If I Had A Gun…
4. The Death Of You And Me
5. (I Wanna Live In A Dream In My) Record Machine
6. AKA… What A Life!
7. Soldier Boys And Jesus Freaks
8. AKA… Broken Arrow
9. (Stranded On) The Wrong Beach
10. Stop The Clocks

Site OficialFacebookLast.fm