Como Foi: Popload Gig #46 na Audio Club

O querido Popload Gig chegou a sua 46ª edição e trouxe não um, mas dois artistas para fazer da noite de quarta-feira uma explosão de sentimentos e felicidades. A primeira artista era ninguém mais ninguém menos que Courtney Barnett a australiana sensação de 2015 e o Fofolk-praise-the-sun do Edward Sharpe & the Magnetic Zeros. Estilos diferentes, mas que juntos trouxe um bom público para a Audio Club.

Spoon no Beco 203

Na noite anterior, Britt Daniel e sua turma haviam feito um show agradável porém com diversas falhas técnicas, ainda assim o setlist cheio de hits agradou a maioria, era de se esperar que no Beco o que já foi bom seria ainda melhor, afinal um show do Spoon num lugar pequeno, intimista e cheio de fãs da banda. Era hora de experimental com set ist e agradar aqueles que amam músicas menos conhecidas das banda.

Clap Your Hands Say Yeah no Cine Joia

Em 2005 as bandas indies que mudariam o mundo estavam começando a aparecer nas rádios, The Strokes lançava “Juicebox” como single, Bloc Party estreava com “Silent Alarm”, também conhecido como melhor disco da década [Fonte: Eu], The New Pornographers lançava “Twin Cinema”, Spoon com “Gimme Fiction”, Franz Ferdinand cheio de hits com “You Could Have It So Much Better”, Maxïmo Park com “A Certain Trigger”, “Fuck Forever” do Babyshambles era o single supremo da banda, Daft Punk tocava na casa do LCD Soundsystem, Sufjan Stevens lançava “Illinois”, The National – “Alligator”, isso sem contar o pop punk que era o que dominava a MTV entre outros pontos altos como Sigur Rós, Kraftwerk, Okkervil River, Gorillaz e Bright Eyes.

IMG_9332