LIVROS

TODO MUNDO MERECE MORRER
Verus, Grupo Editorial Record (2018)

Treze vidas que se cruzam por acaso e se tornam ligadas por um assassinato. O massacre planejado é impedido por um corajoso jornalista. O padre ali presente logo chama socorro e abençoa a alma altruísta que ajudou a evitar a tragédia. Um pobre médico morreu, vítima de um crime sórdido, que acabou com a vida de um homem de bem. Felizmente os demais passageiros estão a salvo. A narrativa padrão, habitualmente construída pela sociedade, é deixada aos pedaços por Clarissa Wolff nesta história em que ninguém é o que parece. Nesse grupo heterogêneo de pessoas, uma coisa é certa: não há possibilidade de salvação.

“Clarissa Wolff surge como uma voz literária única, capaz de sair de si e mergulhar na psicologia dos outros. Esse dom, misturado à versatilidade de sua linguagem, fazem de ‘Todo mundo merece morrer’ um romance de estreia surpreendente e ousado no cenário brasileiro.” – Antonio Xerxenesky

“Ler ‘Todo Mundo Merece Morrer’ é como andar na Avenida Paulista esbarrando em pessoas, mas a cada esbarrar, você é outro sujeito por um segundo apenas. É um livro rico, bonito e emaranhado, no melhor dos sentidos.” – Luisa Geisler

“Fundamentalmente um romance cujo conteúdo está baseado na construção de personagens, ‘Todo mundo merece morrer’ — finalista do prêmio Sesc em 2017 — aposta em questões contemporâneas para criar sensações perturbadoras no leitor.” – O Globo

“Inspirada pelo estilo narrativo de obras como ‘A Visita Cruel do Tempo’, de Jennifer Egan, a autora carrega de personalidade cada capítulo, como os diálogos repletos de gírias dos jovens paulistanos ou o monólogo eclesiástico de um padre pedófilo.” – Jornal Metrópoles

“Em seu primeiro livro, Clarissa Wolff surpreende com uma narrativa ousada sobre a dualidade do ser humano.” – O Fluminense

“Esse livro suscita a empatia, o exercício de pensar na vida do outro, a Clarissa Wolff coloca o dedo na ferida. Indico fortemente para quem gosta de problemáticas na literatura.” – Mell Ferraz (Literature-se)

 

TRAGÉDIAS BRASILEIRAS
Coleção Identidade Amazon (2019)

A Coleção Identidade apresenta contos de alguns dos mais relevantes autores brasileiros contemporâneos, selecionados pelas três grandes agências literárias. Leia o melhor da nova ficção brasileira no formato de histórias curtas. Esta antologia reúne contos de dez autores da Agência Riff convidados a participar da segunda edição Coleção Identidade: Carlos Eduardo Pereira, Clarissa Wolff, Giovana Madalosso, Henrique Rodrigues, Juliana Leite, Leonardo Villa-Forte, Mateus Baldi, Paula Gicovate, Pedro Guerra, Veronica Stigger. Leia aqui o conto “Mais escuro”, de Clarissa Wolff.