Melhores de 2014

7Shares

2014 foi um ano sensacional. Disseram que em vez do fim do mundo, no fim de 2012, o que houve foi a mudança da era de Aquário para a era de Peixes, meu signo. Independente da veracidade de alguma sobrenaturalidade astrológica no mundo – algo que, confesso, acho difícil comprar – o ano de 2014 foi maravilhoso por muitas coisas. E a arte, na forma de música, literatura e cinema, foi uma grande parte disso. Essa lista não tem a pretensão de falar o que houve de melhor em técnica, e sim de trazer o que mais me emocionou nesse ano. Espero que, caso alguém descubra algum disco, livro ou filme por aqui, se emocione também.

shows

(aqui uma lista com todos os shows que vi esse ano.)

7. Mac DeMarco @ SESC Belenzinho, 19/03/2014
6. Savages @ Lollapalooza Brasil, 06/04/2014
5. Joan Baez @ Teatro Bradesco, 23/03/2014
4. Slowdive @ Villette Sonique, 07/06/2014
3. Spiritualized (Acoustic Mainlines) @ Audio Club, 28/08/2014
2. Thurston Moore @ Cine Joia, 4/12/2014
1. The National @ Primavera Sound Barcelona, 30/05/2014

discos

15. Goat – Commune (ouça na Deezer).
14. Dean Blunt – Black Metal (ouça na Deezer).
13. Warpaint – Warpaint (ouça na Deezer).
12. Mourn – Mourn (ouça na Deezer).
11. Mirel Wagner – When the Cellar Children See the Light of Day (ouça na Deezer).
10. Sharon Van Etten – Are We There: meu coração para Your Love Is Killing Me, que parece denunciar violência doméstica (ouça na Deezer).
9. Mac DeMarco – Salad Days: meu coração para Let My Baby Stay e Passing Out Pieces (ouça na Deezer).
8. Anelis Assumpção – Amigos Imaginários: meu coração para Toc, Toc, Toc (ouça na Deezer).
7. Angel Olsen – Burn Your Fire For No Witness: meu coração para Unfucktheworld e White Fire (ouça na Deezer) (observação importante: ela não é irmã da Ashley e Mary-Kate).
6. Taylor Swift – 1989: meu coração para Blank Space, em que ela personifica a personagem que a mídia faz dela, e I Know Places (vá a alguma loja e compre para ouvir).
5. Swans – To Be Kind: meu coração para Screen Shot (ouça na Deezer).
4. Lana Del Rey – Ultraviolence: meu coração para West Coast e a faixa-título (ouça na Deezer).
3. Leonard Cohen – Popular Problems: meu coração para Almost Like The Blues, em que o mestre compara tragédias com suas resenhas negativas (ouça na Deezer).
2. Thurston Moore – The Best Day: meu coração para Forevermore (ouça na Deezer).
1. Grouper – Ruins: meu coração para o disco inteiro, que disco mais lindo (ouça na Deezer, e prepara a caixa de lenços, tá).

 

Captura de Tela 2014-11-27 às 14.14.39

filmes

5. O Abutre/Palo Alto
4. Relatos Selvagens
3. O Lobo de Wall Street
2. Sob a Pele
1. 20.000 Dias Na Terra

livros

Here We Are Now, apenas em inglês, fala sobre o legado do Nirvana 20 anos após o suicídio de Kurt Cobain e é escrito pelo autor da biografia mais completa do cantor, Heavier Than Heaven. Vale a pena também parar para descobrir o que aconteceu com Christiane F. em A Vida Apesar de Tudo e ler trechos de centenas de entrevistas que Neil Strauss fez com gente muito famosa em Fama e Loucura. Agora no fim do ano foi lançado Graça Infinita, do David Foster Wallace, que, embora ainda não tenha lido todo, já dá pra dizer que a indicação é certeira.

meus posts

Tudo o que eu mais gostei de escrever esse ano:

# Au revoir, Paris, meu até logo para a melhor cidade do mundo.
# O verdadeiro “Bling Ring”: discussões sobre o caso e entrevista exclusiva com líder do grupo.
# Como o mundo pode continuar o mesmo?, com todas as impressões fortíssimas que o show do The National em Barcelona me deixou.
# A falácia da liberação sexual e as novas formas de dominação, uma reflexão sobre o machismo disfarçado nos dias de hoje.
# Christiane F. me mostrou que há uma relação íntima entre como as pessoas te tratam e quem você é, a reportagem sobre a viciada mais famosa do mundo com entrevista com a co-autora do novo livro.

 

parisparis

momentos

2014 foi um ano maravilhoso, por isso preciso relembrar os momentos incríveis que vivi: esse ano, fui pedida em casamento, viajei pra fora do país pela primeira vez e realizei o sonho de ir a Paris, assisti a um show da minha banda favorita, The National, passei trabalhando na empresa mais legal do mundo (com gente incrível com quem aprendo todos os dias), a Deezer, e até dei uma palestra sobre estratégias de mídias sociais. Adotei uma gatinha que é a coisa mais linda do mundo, a Karenina, e também conheci mulheres incríveis que felizmente, mesmo longe, fazem parte do meu dia-a-dia no Facebook. Ah, e escrevi, muito.

Obrigada, 2014.

Karenina pianista <3 #cat #kitten #piano #music #cute #instacat

A video posted by Clarissa Wolff (@clarissawolff) on

7Shares

Related Stories

1 Comment

Leave a Comment

Leave A Comment Your email address will not be published