O glamour e a decadência de Marilyn Minter

O glamour e a decadência de Marilyn Minter

12Shares

Conheci Marilyn Minter através de Gossip Girl. No seriado, Lily van der Woodsen (depois Bass, depois Humphrey) é uma apreciadora de arte sempre em busca de coisas novas, e seu apartamento no Upper East Side é carregado de obras lindas. Uma delas, “The Rainbow Woman”, acaba inclusive tendo um papel crucial na última temporada. Mas o que me chamou a atenção desde os primeiros episódios foi um quadro de um olho carregado por glitter no quarto de Serena. A obra é cria da controversa artista que dá nome ao post.

MarilynMinter_LittleEgypt-e1338578238577

Explorando temas como sexualidade e erotismo, Marilyn não manipula digitalmente nenhuma de suas fotos. Porém, para as pinturas, combina negativos para criar novas imagens que são trabalhadas com tinta. Em seu currículo constam séries de fotografias sobre pornografia – em 89 ela lançou uma série explícita defendendo que ninguém tem fantasias “politicamente corretas” – sexualidade e erotismo. A própria mãe, viciada em drogas, também já foi usada como tema.

Marilyn, que nasceu em 1948 e vive em NYC, recebeu muitas críticas e foi acusada de representar as mulheres como objeto sexual. Nos idos dos anos 90, ela refinou o trabalho e trouxe elementos de alta moda e senso de glamour às suas obras, ainda, é claro, com erotismo subliminar.

Nos anos 2000, foi outro o paradoxo explorado pela artista. Sempre polêmica, misturou o glamuroso mundo da moda aos restos dos desfiles. Exibiu, juntos, a beleza e todo o lixo que vem depois que o show acaba, como saltos altos mergulhados em poças de água suja. Essa realidade encenada é exposta gerando resultados muito apelativos visualmente: “Eu acho que sempre que você faz algo que parece bonito, as pessoas o subestimam. Eles imediatamente querem desvalorizá-lo. (…) Eu sei que as pinturas vão continuar lindas em vinte, trinta ou cinqüenta anos. Então se as pessoas não as compreendem agora, elas irão, mais cedo ou mais tarde.”

Em 2011, a icônica marca de sapatos Jimmy Choo utilizou uma fotografia da artista para sua campanha. Para saber mais, visite o site oficial de Marilyn Minter e, para ver mais fotos, clique em “leia mais”.

Campanha de 2011 da Jimmy Choo.
Campanha de 2011 da Jimmy Choo.

MarilynMinter_Serpent

MarilynMinter_MudBath-e1338574456128

MarilynMinter_Rosary-e1337977607745

12Shares

Related Stories

1 Comment

  • […] Explorando temas como sexualidade e erotismo, Marilyn não manipula digitalmente nenhuma de suas fotos. Porém, para as pinturas, combina negativos para criar novas imagens que são trabalhadas com tinta. Em seu currículo constam séries de fotografias sobre pornografia – em 89 ela lançou uma série explícita defendendo que ninguém tem fantasias “politicamente corretas” – sexualidade e erotismo. A própria mãe, viciada em drogas, também já foi usada como tema. LEIA MAIS. […]

Leave a Comment

Leave A Comment Your email address will not be published