BEGIN TYPING YOUR SEARCH ABOVE AND PRESS RETURN TO SEARCH. PRESS ESC TO CANCEL

ENTREVISTA EXCLUSIVA – Jehnny Beth, do Savages: “Você não pode ter paz sem fúria.”

“A música e as palavras têm o poder de acordar a consciência das pessoas”. A frase é de Jehnny Beth, vocalista do Savages, e não poderia ser mais verdadeira se tratando da banda: é com fúria e insistência que as quatro mulheres bombardeiam os ouvintes com explosões sobre emancipação. É impossível tirar os olhos do palco e qualquer pessoa na plateia pode sentir que algo realmente selvagem está acontecendo.

Em outro ambiente, parece difícil acreditar que essa força venha de quatro mulheres, especialmente a mignon Jehnny Beth. O rosto de traços finos, olhos pequenos e maçãs do rosto salientes transparece à primeira vista muito mais delicadeza do que ferocidade, e com frequência elas são jogadas ao estereótipo do que significa ser mulher e feminina. “Vocês parecem assustadoras”, é a reação carregada de ironia de Michael Gira, vocalista do Swans, uma das bandas mais sombrias da atualidade, quando as conhece pela primeira vez na Holanda. Uma semana depois, dessa vez na Polônia, a reação é outra: “a gente recebeu uma mensagem em que ele pediu desculpas pelo comentário estúpido. Ele disse que nos pesquisou online e que acha que somos impressionantes, que ele admira nossa sinceridade e a disciplina da nossa selvageria”, são as palavras de Jehnny. LEIA MAIS.

Leave a comment

Please be polite. We appreciate that. Your email address will not be published and required fields are marked

>