BEGIN TYPING YOUR SEARCH ABOVE AND PRESS RETURN TO SEARCH. PRESS ESC TO CANCEL

South Park S15E07 – You’re getting old

Imagem 1

Há quem ligue a televisão em algumas noites e se depare com quatro crianças falando palavrões, e se divirta. Há pessoas fodidas que assistam a South Park toda noite, por alguma razão. O primeiro tipo pode até gostar deste episódio, que destoa de todos os outros das dezesseis temporadas do desenho. Mas o segundo tipo nunca esquecerá da primeira vez em que o viu. Deitou em sua cama, esperando ver o desenho que lida de forma sarcástica e escrachada com QUALQUER coisa do mundo, dos maiores tabus às ideias populares infundadas mais imbecis.

E o episódio, que começa como qualquer um, mas depois percorre um caminho inusitado, faz o espectador esperar o tempo todo por um twist debochado.

De um lado, Stan completa dez anos e começa a achar tudo uma merda. No desenho, literalmente. Enquanto as pessoas falam, merda sai por suas bocas. O que seus amigos gostam de fazer (e que ele gostava) é agora apenas merda.  Sem ter prazer por nada, sempre resmungando, seus próprios amigos (há 15 temporadas juntos) começam a evitá-lo, porque ninguém quer andar por aí com um cara resmungando e achando tudo uma merda.

De outro lado, seu pai (Randy) passa por uma crise semelhante, mas em idade diferente. A pessoa que chegou ao fim da vida sem conquistar o que sonhava quando jovem. Atrasado, tenta se forçar para ter a vida que sempre quis.

O episódio parece indicar uma insatisfação dos autores de South Park. Na briga entre os pais de Stan, Sharon começa a se questionar por quanto tempo eles podem continuar fazendo aquilo; toda semana uma mesma história de formas diferentes, cada vez mais ridículas. Stone e Parker, que sempre escrevem um episódio por semana já para lançamento, estavam na época produzindo um musical (“The book of mormon”) e não sabiam como conseguiriam manter a obrigação legal de continuar a 15ª temporada.

Por fim, o episódio não nos dá o twist que esperamos. Ao contrário, vira South Park do avesso. Se chegamos à nossa noite, depois de ver tanta merda pelo dia, esperando quatro garotos (que nos lembram os bons tempos, de quando as coisas tinham alguma graça por si só) passarem por situações sarcásticas com coisas que repudiamos, para então relaxarmos, rirmos delas e dormirmos, o que vemos é um Stan sendo abandonado pelos amigos enquanto seus pais se divorciam. Sharon começa a jogar na cara de Randy infantilidades que realmente aconteceram no desenho (mas é exatamente essa infantilidade que o torna divertido, e que acaba provocando o fim de seu casamento). Por fim, enquanto Stan senta sozinho em um parque, Kyle até pensa em caminhar até ele, mas desiste. Chega a provocar dor física ver Stan deitado em sua cama, refletindo sobre como sua vida ficou vazia, com seu pijama do Terrance & Phillip (dos quais ele provavelmente já não consegue mais gostar). Até o episódio se encerrar. Este que chegou a me lembrar a época de leitura de “Notas do subsolo”.

“People get older, Randy. People grow apart”. Os pais de Stan se divorciam.

“I haven’t changed, the world has. Don’t you see it?”. Isto não é verdade, Stan. Você mudou, o mundo continua o mesmo.

Leave a comment

Please be polite. We appreciate that. Your email address will not be published and required fields are marked