Thievery Corporation – The Temple of I & I

_______________________________________

Composto por quinze faixas e imerso em cultura africana, o novo álbum de Thievery Corporation é um convite para relaxar numa frequência despreocupada. Como conta Rob Garza, o disco foi produzido na Jamaica, e a rotina de produção do mesmo incluía caminhadas diárias nas praias paradisíacas, e contato direto com a língua, comida e realidade africana.

Apesar do numero de faixas, o trabalho não peca em sua essência: a mistura. A dupla conduziu perfeitamente a fusão do background da cultura africana com o eletrônico contemporâneo, resultando em melodias que te embalam estalar de dedos, como “The Temple Of I & I” e “Let The Chalize Blaze”. Em outro contexto, a representação cultural se dá em “Letter To The Editor” e “Guetto Matrix”, onde se sente o sangue da musica negra pulsar através das letras de teor social, e da batida inconfundível do Rap.

Assim como em trabalhos anteriores, a dupla trabalhou em algumas releituras de artistas locais, lapidando-as com seu dub eletronic, e também convidando alguns parceiros para o processo. Notch, por exemplo, é um velho conhecido da dupla, que teve a oportunidade de estar em The Temple Of I & I, reapresentando ao publico seu reggae raiz nas faixas “Strike The Roof”, “Drop Your Guns”, “True Sons Of Zion” e “Weapons Of Distraction”.

Em suma, ouvir o album é mergulhar na cultura africana em diferentes perspectivas. A proposta principal de mescla é bem trabalhada, e parte da sensação adquirida no processo de produção é transmitida com sucesso.

OUÇA: “Letter To The Editor”, “Time + Space” e “Weapons Of Distraction”

vivo de música, e meme.

Leave a comment

Please be polite. We appreciate that. Your email address will not be published and required fields are marked